Cruzando os caminhos de Tolkien. – 5 anos da Gata Preta.

Terça-feira, 3 de janeiro de 2023 (primeira vez que penso no calendário este ano) The Road Goes Ever On The Road goes ever on and on Down from the door where it began. Now far ahead the Road has gone, And I must follow, if I can, Pursuing it with eager feet, Until it joins... Continuar Lendo →

Feliz Natal com Saramago!

Domingo, 25 de dezembro de 2022 (mais uma de Natal ) Fim de noite de Natal. O Espírito Natalino já fez seu retorno anual do exílio nas caixas empoeiradas de enfeites e pisca-piscas, tentando espalhar, por aí, o que ainda existe de boa vontade no mundo. Passada a euforia e a expectativa das reuniões familiares... Continuar Lendo →

Então é quase Natal

Sábado, 17 de dezembro de 2022 (seguindo a estrela e o espírito) Dezembro avança. É o meu mês do ano preferido. À medida que vamos nos aproximando do Natal eu vou sentindo aumentar em mim mesma uma sensação de bem-estar, uma certa alegria, que vem de muito longe no tempo da minha vida. A teoria... Continuar Lendo →

O Gol que Pelé fez – uma história de futebol

Sexta-feira, 9 de dezembro de 2022 (tempo de Copa do Mundo, agora sim) Cartaz afixado na porta de um  teatro da capital mexicana, durante a Copa do Mundo de 1970 Canal 100, quem se lembra dele? Aquele cinejornal que passava nos cinemas antes de qualquer filme, nas décadas de 70 e 80, narrando algum momento... Continuar Lendo →

Novembro e o tempo que passa

Quarta-feira, 30 de novembro de 2022 (em ritmo de Copa do Mundo #sqn) Eu sempre gostei de pensar, ler e falar sobre o tempo. É um tema fascinante, inesgotável e sempre atual, se você gosta de encarar o abstrato da vida e carregar "água na peneira" mundo afora. Eu comprei minha peneira quando ainda era... Continuar Lendo →

Dos milagres do dia a dia

Segunda-feira, 31 de outubro de 2022 (dia das bruxas de todos nós) Então foi isso, a eleição acabou. Mais uma dança das cadeiras, mais uma mudança de direção. O experimento da direita foi curto, dependendo do referencial adotado. O da esquerda, que nem experimento é mais, e longo se fez para nós, em outros tempos,... Continuar Lendo →

Setembro finda e a vida segue

Sexta-feira, 30 de setembro de 2022 (vida que segue, esperança que luta. E que calor!) Sexta-feira e eu em casa, sem nenhum plano mais alto a me guiar. Semana dura, calor infernal e inferno na Terra, também, com a proximidade da eleição. Sobre este assunto e o estrago que ele tem feito no meu entorno... Continuar Lendo →

Um pé de saudade e um cheiro de avó pelo ar

Quarta-feira, 31 de agosto de 2022 (para voltar às flores) Uma das composições mais bonitas do Cazuza é uma que ele nunca gravou e nem sequer imaginou que um dia viraria canção. Poema, que todo mundo conhece pela linda interpretação de Ney Matogrosso, é uma poesia que Cazuza fez para sua avó paterna, aos 17... Continuar Lendo →

It was nine o’clock on a Saturday – uma pequena pausa para Billy Joel

Terça-feira, 26 de julho de 2022 (era para ter sido sábado) Sábado à noite de final de julho. Um mundo de pessoas de férias, postando selfies legais de algum lugar legal e eu em casa. No condomínio onde eu moro, fora a cantiga noturna dos grilos dos grilos, silêncio quase que absoluto. Diferentemente da maioria... Continuar Lendo →

Crônica de junho atrasada: que nunca nos faltem as ilhas!

Sábado, 2 de julho de 2022 (antes tarde do que nunca mais) "Férias escolares, trânsito bom e um céu azul quase sem nuvens. Tivemos praticamente sete meses de chuva, este ano, e isso deve ter atrasado o vento solto dessa época, mas uma brisa leve já começa a soprar por aqui. A caminho do trabalho,... Continuar Lendo →

Crie um site ou blog no WordPress.com

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: